Desafios de Estimar o Custo de Capital

Estimar o custo médio ponderado do capital (em inglês, WACC) é sempre um exercício subjetivo. Geralmente, os analistas, inclusive eu, usamos médias de certos parâmetros de empresas “similares”, com ações listadas em bolsa, para deduzir o WACC para a empresa ou projeto que nos interessa. E, geralmente, este exercício “convence”.

Entretanto, há situações inusitadas, que são ainda mais desafiadoras. Por exemplo, como estimar o WACC de uma empresa em reestruturação financeira (antiga “concordata”)? Ou ainda, como estimar o WACC de uma nova empresa? Ou de uma empresa muito alavancada, como é o caso das aquisições alavancadas (Leveraged Buy-Outs, ou LBOs)? E uma empresa que não tem similares listadas em bolsas de valor?

Nestes casos, geralmente, os analistas, inclusive eu, adicionamos um “prêmio” ao WACC estimado pelo método usual (baseado em empresas similares). Mas, qual é o tamanho desse prêmio?

O que você acha destas questões? Você tem alguma contribuição, ou dúvida, para compartilhar?

Um abraço,

Eduardo Luzio

About Eduardo Luzio

Economista pela USP (88) e PhD pela PhD University of Illinois (93). Consultor em finanças corporativas e estratégia. Professor de finanças na FEA-USP, FGV -SP e Insper.

No comments yet... Be the first to leave a reply!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: