Quem pode “salvar” a Nokia?

A revista The Economist publicou recentemente (edição de 7 a 13/agosto/ 2010, pag.65) um interessante artigo sobre a empresa filandesa de celulares, a Nokia. Sob o título de “A Ameaça do Patrão Estrangeiro” (The Curse of the Alien Boss), o artigo descreve o dilema que aflige à Nokia, seus funcionários e acionistas.

Desde o lançamento do iPhone em 2006, a empresa não conseguiu se posicionar frente ao novo panorama competitivo. Sem um produto que a diferencia-se entre o iPhone, Android & Blackberry, a Nokia perdeu 2/3 do valor de suas ações nestes últimos 4 anos. A empresa, orgulho da Finlândia, e dona de uma estrutura de distribuição respeitável, procura por um líder para liderar seu reposicionamento no mercado. Dizem que até o CEO da Android já foi sondado, mas negou o convite. Parece que nenhum executivo estrangeiro está disposto à enfrentar o clima e os 6 meses de noite da Finlândia, além do desafio do cargo…

Uma das questões em debate é trazer este líder de dentro da própria empresa ou “importá-lo”. Em si, está é uma questão muito interessante. Mas, pessoalmente, o que me intriga é como uma empresa que já foi líder mundial e ainda possui muitas forças competitivas (fatia de mercado, tecnologia, marca, rede de distribuição,…) pode ver seu futuro tão dependente de um líder, um “messias”, um “salvador” que recupere a posição de destaque perdida? O pior, me parece, é acreditar que este líder só pode estar fora da empresa.

O que você acha?

Um abraço,

Eduardo Luzio

About Eduardo Luzio

Economista pela USP (88) e PhD pela PhD University of Illinois (93). Consultor em finanças corporativas e estratégia. Professor de finanças na FEA-USP, FGV -SP e Insper.

3 Respostas to “Quem pode “salvar” a Nokia?”

  1. Olá, Eduardo!
    Sobre esse último post, acho que o problema da cia se justifica pela complexidade da situação – o desafio é mesmo ‘osso’: acompanhar a dinâmica do setor tecnológico; manter a necessária posição&imagem de vanguarda; cultivar e preservar uma fina sintonia com as aspirações do consumidor; e bla bla bla… pede um capital humano disputado a foice no mercado hoje.
    Um líder com esse perfil, de fato, bem que poderia ser identificado no próprio quadro da cia, mas deve ser bem difícil desenvolver e reter talentos desse naipe naquela região. Atrair um que venha de fora já maduro então… Vc iria?

    Gostar

    • Oi Denise,
      pois é, encarar o frio e as longas noites da Finlandia não deve ser nada fácil. Aprender a língua então… Mais uma boa razão para garimpar os talentos dentro de casa, ou nos arredores… Se eu iria? Com certeza! Seria um belo desafio profissional e pessoal: inovar; liderar; reconstruir uma posição de mercado; ajustar-se a uma cultura. Nos tempos livres, se estes acontecessem, eu viajaria pela Europa… Se desse tudo errado, teria sido uma grande experiência. Se desse tudo certo, seria mais que uma grande experiência. Seria uma grande contribuição. Enfim… essa é minha opinião. E vc, iria?

      Gostar

Trackbacks/Pingbacks

  1. Como as Empresas Geram (ou Destroem) Valor? | Reflexões sobre valor - 16 de Junho de 2014

    […] https://eduardoluzio.wordpress.com/2010/08/17/quem-pode-salvar-a-nokia/ […]

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: