Concentração Bancária e suas Possíveis Consequências

Recentemente, li um artigo que dizia que no Brasil o setor bancário não era “particularmente concentrado” (Roberto Troster, “Pensando os Bancos no Brasil (IV)”, Jornal Valor Econômico, 26/2/2015). Como não?!

5436229.cover

Inconformado com a afirmação, fui ao site do Banco Central a busca dados oficiais, afinal, contra fatos não há argumentos. O que os números dizem?

1) até 31/12/2014, havia no Brasil 95 bancos comerciais, classificados como “b1” pelo Banco Central.

Concentração Bancária 2

 

2) Do total de ativos, os cinco maiores (Banco do Brasil (BB), Itaú, Caixa Econômica Federal (CEF), Bradesco e Santander) detém 70% do total de ativos de todos os bancos comerciais brasileiros. Os dez maiores somam 79% dos ativos. E se incluirmos o BNDES, classificado como banco de desenvolvimento (“b4”), este “top 11” somam 91% do total de ativos.

3) os outros indicadores, são ainda maiores: os top 5 concentram 69% do total do patrimônio líquido (“PL”), 79% do lucro líquido (“LL”) e 87% das agências. Os top 10 somam 85% de todo o lucro dos bancos.

Isso não é concentração bancaria?

4) Agora, no momento que o HSBC do Brasil, o 6o. maior banco, esta a venda, a concentração aumentará ainda mais se algum dos top 5 o adquirir.

5) Outro dado interessante é que os top 5 concentram 64% dos depósitos. Os top 10 detém 68% dos depósitos. Isso é interessante por duas razões: primeiro, estes bancos tem um poder incrível de definir tarifas aos correntistas e taxas pagas em CDBs (Certificados de Depósitos Bancários), por exemplo. Segundo, apesar de sua solidez (medida pelo Índice da Basiléia) se algum destes bancos “falhar”, ou seja, entrar em insolvência, os efeitos serão impressionantes para o sistema.

21873618.EARTORB3

6) Os três maiores bancos estatais (BB, CEF e BNDES) somam 46% do total de ativos, 60% dos depósitos (se considerarmos que os depósitos do BNDES devem incluir os repasses do FAT, Marinha e Tesouro)  25% do patrimônio líquido e 35% do lucro líquido.

O total de ativos dos três bancos estatais somam R$ 3,3 trilhões, quase 60% do PIB do Brasil em 2014 (R$ 5,5 trilhões). Quase 2/3 dos depósitos estão em três bancos estatais. Vamos rezar para o Governo Federal não ter administrado estes bancos como o fez na Petrobrás.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

About Eduardo Luzio

Economista pela USP (88) e PhD pela PhD University of Illinois (93). Consultor em finanças corporativas e estratégia. Professor de finanças na FEA-USP, FGV -SP e Insper.

Trackbacks/Pingbacks

  1. O Privilégio dos Bancos | Reflexões sobre valor - 10 de Novembro de 2015

    […] a capacidade de um país crescer. Em outros posts discuti a relevância dos bancos e seu elevado grau de concentração. Neste post quero explorar um pouco mais as possíveis consequências desta concentração para a […]

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: