Arquivo de etiquetas: capital de giro

Faber-Castell: Qual é o seu Segredo?

Entre 24 e 25 de abril, tive a satisfação de ministrar aulas para o MBA Dual do INEPAD-FIA da Câmara de Comércio Brasil-Alemanha. Nesta ocasião, a empresa que nos recebeu foi a unidade da Faber Castell em São Carlos. Foi uma experiência inesquecível… Até então eu pouco sabia sobre a empresa, apesar de adorar seus produtos. […]

Continuar a ler

Mais uma Vítima do Lucro Líquido

Recentemente, estive com um empresário que me relatou uma triste história, que temo ser muito mais comum que um evento isolado. Sócio não gestor de uma indústria de máquinas de décadas de existência, ele me relatou um quadro de terror. A empresa tem ótimos clientes, uma respeitável carteira de pedidos, mas não tem dinheiro para produzir […]

Continuar a ler

Como as Empresas Geram (ou Destroem) Valor?

Este texto se propõe a responder a questão levantada no nosso último post sobre o que destrói uma empresa. Em nossa experiência profissional, as empresas geralmente levam algum tempo para “morrer”. O processo de destruição de valor é gradual. Podemos destacar Sete Aspectos Críticos da geração (ou destruição de valor, que é o outro lado […]

Continuar a ler

Valor da Marca? Caso Sulfabril

Ontem, a marca de roupas “Sulfabril” foi a leilão como parte do procedimento de monetização da massa falida da empresa, que pediu concordata em 1999. O valor pedido no leilão, R$ 40 milhões, não atraiu nenhum interessado. O fracasso do leilão ilustra a complexidade do valor de uma marca. Defendo que uma marca tem valor se […]

Continuar a ler

Capital de Giro: Remédio ou Veneno?

Não tenho estatísticas oficiais, mas pela minha experiência, acredito que capital de giro seja uma das principais causas de morte de empresas. Mas, afinal  o que é “capital de giro”? Para a maioria das pessoas, “capital de giro” é o dinheiro que falta no final do mês e que leva a pessoa (ou empresa) a […]

Continuar a ler

O dinheiro dos outros…parte 1

Outro dia, estava conversando com um aluno de graduação em economia que me contava sobre o percurso empresarial de seu pai. Seu pai começou sua empresa de empreendimentos imobiliários com muito pouco: tinha um terreno; um projeto, uma maquete; e boa reputação. Vendeu seu primeiro condomínio residencial e o construiu com o dinheiro das prestações […]

Continuar a ler